terça-feira, dezembro 27, 2011

#84 - Pânico 4 (Scream 4), de Wes Craven

Com os slasher movies é aquilo: ou você gosta, ou odeia. Eu sou da primeira opção. E tenho um carinho especial por Wes Craven, o cara que dirigiu clássicos do terror como A hora do pesadelo e A maldição de Samantha. O problema com a franquia Pânico é que ela pouco traz de novidade. O bacana, é que sabe rir de si mesmo e assumir essa falta de vanguarda. Isso é sinal de inteligência. Ou melhor, de diretor inteligente.

O roteiro é aquilo: te dou um doce se você adivinhar quem é o assassino mascarado. E não adianta tentar descobrir na primeira metade de projeção, porque há sempre uma reviravolta mirabolante lá para o final. No quarto capítulo da série, Sidney se transformou em uma best seller ao contar sua história. Aparentemente curada do trauma de três filmes correndo o risco de ser feita em pedaços por gente louca fantasiada de Morte, ela nem esperava (?) ter que passar por tudo outra vez.

Pronto. Ponha a cerveja no congelador e compre aquele petisco especial. Aposte com os seus amigos a identidade do assassino. Os mais fracos ainda vão dar gritinhos - se é que alguém ainda se assusta mesmo com aquelas cenas manjadas nas quais um elemento entra em quadro inesperadamente, acompanhado de uma nota aguda na trilha sonora.

Eu acho divertido...

Um comentário:

Leela disse...

Ah, eu também curto! Esse então... eu achei mesmo super divertido!