sexta-feira, novembro 18, 2011

#59 - O retorno de Johnny English (Johnny English reborn), de Oliver Parker




É quase impossível dissociar a imagem de Rowan Atkinson do famoso personagem Mr. Bean. A culpa, em grande parte, é dele mesmo. Sua tentativa de interpretar um espião inglês desajeitado já havia dividido opiniões em 2003, quando foi lançado o primeiro filme Da franquia Johnny English. Posto que a comédia tem lugar apenas quando a sua habilidade na pantomima é exigida, não há muita novidade.


O segundo filme da série, O Retorno de Johnny English, segue a mesma fórmula de seu antecessor. O roteiro, muito fraco, mostra o espião tentando descobrir quem é o impostor no serviço secreto britânico que planeja matar um influente líder chinês. Como não podia deixar de ser, Johnny English se mete em uma série de situações embaraçosas - que, como de costume, só provocam riso quando o ator age como o inglês desajeitado que o projetou para o mundo.


No entanto, nem tudo está perdido. Pelo menos a pantomima funciona. Rende algumas boas risadas. Afinal, Rowan Atkinson é bom nisso. Só não precisava querer se aventurar em paródias de filmes de espionagem.

Nenhum comentário: