quinta-feira, dezembro 30, 2010

#97 - Thriller - a cruel picture, de Bo Arne Vibenius


Nos exploitations, vingadoras de tapa-olhos são a coisa mais sexy do mundo. Para citar duas delas, das mais recentes: a Elle Driver (Daryl Hannah) de Kill Bill e a She (Michelle Rodriguez) de Machete. Porém, todas elas prestam uma singela homenagem à primeira moçoila curvilínea que teve o olho arrancado na tela grande, a pobre Frigga (Christina Lindberg), também conhecida como One Eye, de Thriller - a cruel picture. Que é um filme muito cruel, de verdade.

O roteiro conta a história desta moça que é abusada quando criança por um velho babão. Por conta do trauma, acaba ficando muda. Anos mais tarde, ao pegar uma carona para a cidade, é sequestrada por um inescrupuloso cafetão. O sujeito, que a mantém em cárcere, a vicia em heroína. Par asustentar o vício, a moça tem que se prostituir, sofrendo todo o tipo de humilhação. Chega a ter o olho arrancado por não querer cumprir ordens. Porém, aos poucos, ela vai se capitalizando para ir à forra.

As cenas de ação de Thriller ficaram conhecidas no mundo todo. Tiros, quedas, socos e pontapés são filmados em câmera muito lenta. No entanto, foram os detalhes por trás das câmeras que fizeram com que o filme se tornasse um clássico. Por exemplo: para filmar a cena em que o olho de Frigga é arrancado, foi usado um cadáver de verdade, fresquinho, que acabara de dar entrada em uma funerária. As cenas de Frigga se drogando são bastante pesadas. A atriz injetava uma mistura de sal e água.

Por tudo isso, vale a pena! Ainda mais se você for um fã do gênero.

3 comentários:

Anônimo disse...

fora as senas de sexo explicito

Vulgo Dudu disse...

Anônimo, me esqueci das cenas de sexo explícito. São bem ao estilo exploitation dos anos 70.

pablito_gastel disse...

onde acho pra assistir??
online.
abraçus