segunda-feira, setembro 13, 2010

#74 - The Weather Underground, de Sam Green e Bill Siegel


Difícil de acreditar, mas houve movimentos de esquerda nos Estados Unidos das décadas de 60 e 70. Guardadas as devidas proporções, pode-se dizer que o Weatherman (nome baseado na letra de uma música de Bob Dylan) foi o Baader-Meinhof estadunidense. O que o documentário The Weather Underground mostra é, justamente, a formação de uma célula revolucionária furiosa em um país que coibia qualquer tentativa de manifestação contrária à política capitalista.

Tudo começou quando líderes de movimentos estudantis, cansados da resistência pacífica, resolveram levar um pouco mais a sério o protesto antibelicista. Contrários à política externa dos EUA, em plena guerra do Vietnã, o lema do Weatherman era “bring the war home” – algo como “traga a guerra para casa”. Os primeiros movimentos foram bastante violentos, quase descontrolados, que serviram para por o grupo nas manchetes dos jornais. Foi somente mais tarde, com o aprimoramento de técnicas de guerrilha, que o Wetherman chamou a atenção da sociedade e das autoridades, passando a viver na clandestinidade, no underground.

The Weather Underground tem um excelente material de acervo, com imagens de confrontos e depoimentos de gente que vivenciou a ascensão e a queda dos ideais do grupo, cujos líderes acabaram se entregando. Muitos ex-militantes, atualmente em posições desvinculadas dos seus passados de luta, prestam depoimentos à câmera – alguns até mesmo arrependidos de terem tomado parte dos conflitos.

Um documento bastante interessante, que talvez se mantenha fora do alcance da maioria dos jovens estadunidenses. Jovens que não fazem idéia de como começar a contestar o regime vigente.

2 comentários:

Kamila disse...

Não conhecia, mas fiquei curiosíssima a respeito!!

Vulgo Dudu disse...

Kamila, difícil imaginar um movimento de esquerda nos EUA em plena década de 60/70, né?

Bjs!