segunda-feira, março 08, 2010

#20 - Funny people, de Judd Apatow


Mais uma vez, foi dado a Adam Sandler um papel que pedia um pouco mais de dramaticidade à interpretação. Mais uma vez, ele correspondeu. E, mais uma vez, foi um fiasco na bilheteria. Funny people, filme escrito e dirigido pelo competente Judd Apatow, não fez nem barulho aqui no Brasil. Acabou esquecido nas prateleiras das locadoras. Uma pena, já que se trata de um belo e bem acabado trabalho de gente que entende de comédia.

O mais interessante é que Funny people, apesar de retratar a rotina de quem tem como ofício divertir os outros, não é um filme divertido. Quer dizer, até tem comédia, mas o foco é a solidão e a melancolia por trás do sucesso. O roteiro conta a história de um rico e famoso humorista (Sandler) que descobre ter uma doença rara e letal, cuja chance de sobrevivência é muito baixa. Atordoado, decide voltar às raízes, participando de festivais de stand-up comedy. Para ajudá-lo a escrever as piadas, contrata um humorista amador (Seth Rogen) que busca seu lugar ao sol.

São quase duas horas e meia de projeção. O argumento é bem trabalhado, o texto é bem escrito e as atuações de todo o elenco convencem. É nítido o carinho que Apatow, considerado por muitos como um dos sujeitos mais inteligentes da nova safra de cineastas estadunidenses, tem com o tema. O cuidado na direção permite que a trama flua sem clichês ou exageros.

No fim das contas, é um drama sobre a comédia.

6 comentários:

Leela disse...

Também gostei desse filme, Dudu. E olha que eu não gosto do Adam Sandler... Mas percebi o mesmo: a ausência de clichês.

Kamila disse...

Tenho medo de quando o Adam Sandler tenta dar uma de Jim Carrey, mas, como ADORO Judd Apatow, darei uma chance a este filme. Beijos!

Robson Saldanha disse...

Remo junto com a maré e não gosto de Sandler. Poucos são os filmes que gosto com ele, quer dizer, dois: Click e Reine sobre mim. Neste último ele me impressionou mostrando que sabe ou soube fazer drama. Mas ainda assim tenho preconceitos.

Porém, acreditando no seu poder julgador darei vez a esse filme e o verei em breve. Assim que ver, volto aqui. Espero que pra concordar. Abraç

Airton disse...

velho vi serious man...odiei
hsuahsuashaush

entao esse filme aee na espanha ate que foi sucessinho...
vi ele la

http://publicandobr.blogspot.com/2010/03/devassamas-nem-tanto.html

post novo

Rafael Carvalho disse...

Não sou dos maores fãs de Adam Sandler, nem tanto dessa nova safra da comédia norte-americana, com Appatow e companhia. Mas esse filme me interessa porque parece que o tom aqui é outro, um tanto mais denso. Verei em breve.

Vulgo Dudu disse...

Leela, por isso o Apatow vai conquistando admiradores. São filmes inteligents, que não subestimam a capacidade do espectador.

Kamila, em "Embriagado de amor" ele estava perfeito! Aqui, ele segue a mesma linha. Vale a pena!

Robson, recomendo fortemente "Embriagado de amor"! É pra você, de repente, mudar de opinião sobre ele.

Airton, eu achei o filme dos Coen o melhor dentre os indicados para o Oscar deste ano. É o meu tipo de cinema.

Rafael, eu acho o Apatow um cara bastante talentoso. Como escrevi ali em cima, suas comédias têm algo mais. São inteligentes e enghraçadas ao mesmo tempo. Eu curti bastante "Funny people".

Bjs e abs!