sexta-feira, fevereiro 12, 2010

#13 - Zumbilândia (Zombieland), de Ruben Fleischer


É impressionante como zumbis continuam rendendo bons filmes. E não necessariamente produções de terror. Zumbilândia é assumidamente uma comédia. Tem lá seus litros de sangue, mortos-vivos desfigurados e tripas sendo devoradas - mas nada que cause temor entre os de estômago mais fraco.

O roteiro conta a história de um jovem solitário e metódico que tenta cruzar os Estados Unidos, infestado por zumbis, a caminho da casa dos pais, em Columbus. Por isso, fica conhecido, durante o filme inteiro, como Columbus mesmo. Ao longo da jornada, encontra outros sobreviventes, todos mais corajosos do que ele. E todos apelidados com nomes de cidades estadunidenses. Um deles é Tallahassee, interpretado por um inspirado e irrepreensível Woody Harrelson. No entanto, é Bill Murray, no papel dele mesmo, quem rouba a cena!

O que faz de Zumbilândia um bom filme são as referências que ele traz de outros clássicos do gênero, sob forma de uma cartilha elaborada pelo protagonista com dicas para sobreviver em caso de ataques de zumbis. Somado a isso, há uma edição ligeira, uma boa trilha sonora e diálogos realmente interessantes.

Entretanto, há no decorrer da trama um tratamento sentimentaloide sobre a questão familiar que não combina com o ritmo dos habituais filmes de zumbis. E isso ganha força no quarto final da projeção, culminando em um desfecho um pouco frustrante para os fãs dos mortos-vivos. Não chega a estragar a diversão, mas faz com que o filme não seja uma experiência plena.

E tinha tudo para ser...

7 comentários:

Pedro Henrique disse...

Grande Dudu! Cara, eu curti demais o filme. É o zombie-movie que mais me agradou nos últimos anos. O Woody Harrelson é muito foda!!

Abs!!!

Kamila disse...

A sua é a primeira crítica que leio sobre "Zumbilândia", que não enaltece demais o filme. E ler opiniões diferentes da maioria é sempre bom!

Beijos!

Rodrigo Prado disse...

Ao contrário de ti, considerei a experiência de "Zumbilândia" plena. Visto que o filme foi feito com uma premissa mais leve, para atingir à todo o público, o filme cumpriu bem o papel. E a participação de Bill Murray foi épica, hein? Haha.

Vulgo Dudu disse...

Pedrão, eu só fiquei com implicância daquele desfecho meio sentimentaloide. Não precisava... Mas o filme é bem bacana, sim!

Kamila, como fã incondicional de zumbis, este filme não me arrebatou. Mas é interessante e divertido.

Rodrigo, concordo contigo qto à premissa mais leve. Talvez por isso mesmo, se tratando de um filme de zumbis, a experiência não tenha sido plena para mim... Bill Murray realmente é o cara!

Bjs e abs!

Mescla de culturas disse...

Fala Dudu,
Gostei muito, achei leve e na medida do possível, bem original.
Tá muito difícil hoje em dia rir de verdade em filme de comédia...rs

Vulgo Dudu disse...

Bruno, tem toda a razão: é difícil termos boas comédias para ver. Eu achei "Zombieland" bacana. Mas aquele final estraga, hein?

Abs!

Bárbara disse...

O filme foi bacana, o final estraga um pouco mas rende boas risadas. Gostei muito do seu post .