quarta-feira, dezembro 16, 2009

#134 - Foxy Brown, de Jack Hill


Depois do sucesso de Coffy nas telonas, Jack Hill voltou a filmar com Pam Grier o que deveria ser uma sequência. Inclusive, Foxy Brown, de 1974, se chamaria Burn, Coffy! Burn! Porém, de última hora, os produtores resolveram mudar a estratégia de lançamento. O filme se tornou, então, uma produção independente. E muito bacana, apesar da repetição do tema.

Novamente, Pam Grier interpreta uma sexy vingadora que tenta por fim a um esquema inescrupuloso que envolve prostitutas, drogas e corrupção. Depois que seu namorado, um agente secreto da polícia, é assassinado, ela se infiltra numa perigosa quadrilha. Começa, então, um banho de sangue.

Modelitos sensuais, trilha sonora repleta do melhor da black music da década de 70 e muita violência fazem de Foxy Brown um genuíno exemplar do blaxploitation, movimento que levou a cultura black para as telas do cinema. Pam Grier arrasa quarteirões inteiros, infestados de cafetões, traficantes e gente mal-intencionada.

Clássico!

3 comentários:

Kamila disse...

Este é o tipo de filme que o Quentin Tarantino deve adorar!

Beijos!

Cristiano Contreiras disse...

Dica anotada! desconhecia este também! belo argumento.

Vulgo Dudu disse...

Kamila, sem dúvida nenhuma! Tanto é que fez Jackie Brown como uma forma de homenagear essas personagens da Pam Grier.

Cristiano, é filme de vingança, ao som de black music. Ótimo, né?

Bjs e abs!