quinta-feira, agosto 20, 2009

#85 - Amantes (Two lovers), de James Gray


Indicado à Palma de Ouro no festival de Cannes do ano passado, Amantes é uma grata surpresa. Podia ser apenas mais um drama sobre um triângulo amoroso - o título e o argumento até apontam para essa direção. Porém, trata-se de um melancólico e realista filme sobre o coportamento humano.

O roteiro conta a história de um jovem judeu, morador de Nova York, que tenta retomar a rotina ao lados dos pais após ser internado por tentar cometer suicídio. Abandonado pela noiva e diagnosticado como bipolar, ele fica dividido entre duas mulheres: a correta filha de um sócio do pai e a misteriosa vizinha que se muda para o apartamento em frente. Ao longo da projeção, o espectador vai descobrindo detalhes da vida dos vértices envolvidos na trama. A fotografia granulada, os planos bem estudados e a boa direção ajudam a dar ritmo ao filme.

A força de Amantes, entretanto, está na atuação de Joaquin Phoenix, absurdamente verossímel e convincente. Sua caracterização é bastante sensível e sem exageros. Gwyneth Paltrow e Vinessa Shaw também dão conta do recado. De quebra, Isabella Rosselini empresta seu talento à mãe do protagonista, uma típica dona de casa aflita com as escolhas do filho.

Um belo e envolvente filme.

5 comentários:

altieres bruno machado junior disse...

Olá Eduardo

Ainda não conferi. Achei interessante a história e tudo mais. Filmes sobre o comportamento quase sempre trazem belas surpresa. Apesar de não gostar muito do Joaquin Phoenix, pretendo conferir assim mesmo.

Abraços e até mais.

Vulgo Dudu disse...

Altieres, eu também não curto o trabalho do Joaquin Phoenix, mas nesse filme ele está surpreendente! Fiquei bastante impressionado. E é um filme com um certo requinte visual. Só conferindo mesmo...

Abs!

Rafael Carvalho disse...

Dudu, vi o filme há pouco e também me surpreendei porque não gosto muito do filme anterior do James Gray, Os Donos da Noite. Mas esse Amantes é de uma melancolia ímpar, conta com uma direção ótima e belas atuações. Devo escrever algo sobre o filme logo, logo.

Vulgo Dudu disse...

Rafael, e a atuação de Joaquin Phoenix? Irrepreensível! Ouvi dizer que este foi o seu último trabalho no cinema, que agora vai se dedicar à música.

Abs!

JoBronze disse...

Amei esse filme. Retrata de maneira unica como fazemos nossas escolhas afetivas.

Maravilhoso!

Adorei suas resenhas =)