domingo, agosto 16, 2009

#84 - Nick and Norah's Infinite Playlist, de Peter Sollett


Os indies também amam. Comédias românticas são quase sempre mais do mesmo. É muito difícil achar um exemplar do gênero que seja bacana e que não seja focado apenas nos dramas individuais dos protagonistas. Para quem gosta de música, o simpático Nick and Norah's Infinite Playlist, de 2008, oferece um bom argumento e um roteiro que não subestima o espectador.

Michael Cera faz o papel de Nick, um garoto que tem uma banda e que grava CDs para a ex-namorada, por quem ainda é apaixonado, mesmo não sendo correspondido. Kat Dennings é Norah, uma jovem que recolhe do lixo os tais discos rejeitados. Em uma noite, à procura de um show em local secreto, os dois se encontram. Além do gosto pela música, passam a compartilhar suas frustrações.

Em um filme sobre trilhas sonoras, o ponto forte é, sem dúvida, a própria trilha sonora. Vampire Weekend, Bishop Allen, Shout Out Louds, Tapes'n Tapes, Modest Mouse etc. As bandas do momento foram escaladas para dar som às aventuras do jovem casal - e alguns artistas fazem pequenas pontas, como Devendra Banhart.

Porém, as atuações não ficam para trás. Além do ótimo casal protagonista, os coadjuvantes ajudam a manter o filme engraçado. No caso, os companheiros de banda de Nick, um trio gay e afetado, e a melhor amiga de Norah, uma bêbada cheia de esquisitices.

Bacaninha!

6 comentários:

Ciro Hamen disse...

Eu achei esse filme muito bom. Bem John Hughes esse estilo de filmes de noites malucas e com casaizinhos adolescentes apaixonados. A trilha sonora é ótima tb!

Kamila disse...

Tenho muita curiosidade de ver esse filme, até porque a premissa dele é bem legal mesmo.

Beijos!

Kau Oliveira disse...

Dudu, gosto muito da premissa. E devo desabafar: goooosto de uma comédiazinha romântica... ainda mais pra assistir acompanhado hahahahaha.

Mas ultimamente os exemplares estão cada vez mais fracos, uma pena.

Abs!

T1460 disse...

Costumo gostar de filmes com referências musicais, mas não é uma regra.

Ygor Moretti Fiorante disse...

as vezes faz falta mesmo um filme mais relax, mas q naum subestime o publico como vc disse
normalemnte é 8 ou 80 rss. abraço!!!

Vulgo Dudu disse...

Ciro, é um filme que não subestima a inteligência do espectador.

Kamila, a premissa é boa mesmo. O roteiro poderia ser um pouco melhor. Mas as atuações e a trilha sonora compensam.

Kau, então chame a companhia e prepare uma pipoca. O filme é uma boa pedida!

T1460, então é capaz de você gostar deste aqui.

Ygor, esse é relax total!

Bjs e abs!