quarta-feira, julho 15, 2009

#72 - Kung Fu Panda, de Mark Osborne e John Stevenson


Estava em casa num tremendo mal-humor. Gripado e irritado. Kung Fu Panda, animação do ano passado, estava lá no meio de outros títulos. Resolvi, ao lado de minha esposa, assisti-lo. Já havia feito uma tentativa ao lado da filhota, que não deu a menor bola nem para os primeiros três minutos de filme, preferindo o maldito, mas bacana, Pingu.

Pois bem, Kung Fu Panda não traz absolutamente nada de novo - a não ser para o público que pode conferi-lo com a tecnologia IMAX. Os personagens seguem os mesmos traços e as cenas, os mesmos enquadramentos. Porém, é bacana ver como a cultura oriental é inserida. Além disso, as cenas envolvendo artes marciais ficaram bem interessantes.

O chato é aquele negócio de animação infantil com mensagem de superação. No caso, um panda gordo e mal ajambrado que aprende kung fu em um intensivão de uma semana e derrota um poderoso inimigo. Tudo graças à autoconfiança. Ok. Dei minhas risadas, mas ao fim do filme já estava mal-humorado novamente.

Prefiro o Pingu também.

9 comentários:

Airton disse...

opa queru ver esse filme ainda...aii nunk vi essa parada de imax to querendu heheh

Kamila disse...

Ao contrário de você, eu adorei este filme, Dudu! Achei divertido, engraçado. A Dreamworks acerta quando faz filmes assim, neste estilo.

Beijos!

Alex Gonçalves disse...

Dudu, gostei bastante de "Kung-Fu Panda". Detesto essas animações com morais no final, mas todas elas trazem alguma coisa como reflexão, não tem jeito! Acho que o meu maior problema com a animação é o desperdício de personagens coadjuvantes (que estão ali só por marketing, já que ganham as vozes de seres como Jackie Chan e Lucy Liu), mas o restante é uma festa. Gosto demais das cenas de luta que acontecem no filme, elas me impactaram de alguma forma.

Yuri Dias disse...

Eu gostei de 'Kung Fu Panda', nada demais, é verdade, mas a história ficou engraçado, diverte, tem uma boa proposta já que todas as animações vêm com lições né? Pra mim, o único acerto da Dreamworks desde Shrek.

Robson Saldanha disse...

To contigo, acho que superestimaram essa animação, ela é bem razoável, dá pra dar umas risadas mas não passa disso!

Vulgo Dudu disse...

Airton, Kung Fu Panda em IMAX já era... Inclusive, acho que só tem uma sala no Brasil com essa tecnologia, que fica em SP.

Kamila, de fato, é engraçado. Mas é mais do mesmo. Talvez eu estivesse mal-humorado quando escrevi a resenha... rs...

Alex, é verdade. Os personagens coadjuvantes são realmente mal aproveitados. Quanto à mensagem, nem acho ruim elas estarem lá. Porém, isso reforça o filme como atração infantil. Há maneiras e maneiras de fazer com que uma animação sirva para todas as idades.

Yuri, você tem toda a razão. Quanto à mensagem, é aquilo que eu escrevi ali em cima pro Alex. Quando você reforça essa mensagem, a animação fica infantil demais - o que não é condenável, muito pelo contrário! Mas acaba afastando adultos.

Robson, então fechamos! rs...

T1460 disse...

Assisti a algum tempo e fiquei indiferente. Não achei péssimo nem ótimo. Mas acredito que, sem artes marciais envolvidas, eu não gostaria nem um pouco.

Rafael Carvalho disse...

Também acho o filme bem bobinho, repleto de piadas infantis e geralmente de humor físico. Achei bem pouco interessante.

Vulgo Dudu disse...

T1460, de fato, o que torna o filme bacana são as artes marciais!

Rafael, falou e disse: humor físico! É isso mesmo. Falta um pouco mais de história.

Abs!