segunda-feira, fevereiro 09, 2009

#14 - Glória ao cineasta (Kantoku banzai!), de Takeshi Kitano


O polivalente Takeshi Kitano sempre foi bom no ofício de rir de si mesmo. Em Glória ao cineasta, o diretor japonês retorna à comédia para fazer piada não só consigo mesmo, mas também com toda a indústria cinematográfica. E não sobra para ninguém!

Tudo começa quando Kitano tem um bloqueio criativo. Cabisbaixo, anda pelas ruas de sua terra natal em companhia de um boneco, que também é seu dublê. Cansado da própria filmografia, resolve buscar inspiração em outros gêneros. É aí que começa uma série de sequências repletas de humor nonsense e deboche. Em uma crítica sarcástica ao sistema cinematográfico, Kitano faz piada com os filmes étnicos de Ozu, com a onda estadunidense de produzir remakes de terror originalmente nipônicos (aliás, a melhor piada!) e até mesmo com seus trabalhos mais aclamados pela crítica internacional, como Zatoichi.

Trata-se, no fundo, de uma deliciosa viagem autobiográfica utilizando o pastiche como linguagem. Soa como uma espécie de memória feliniana em ritmo de Monty Phyton - inclusive com referência a este na forma como entram o título e os créditos finais. Interessante notar que a comédia, gênero que Kitano domina com maestria (vide seus primeiros trabalhos) não é o cartão de visitas do diretor.

Vale ressaltar que vai saborear muito mais o filme quem já está familiarizado com a obra do cineasta.

Glória a Kitano!

5 comentários:

Rafael Carvalho disse...

Então velho, não sou familiarizado com a filmografia do Kitano; já vi Zatoichi (que vou rever) e Dolls (do qual gostei muitíssimo). E já tô baixando esse Glória ao Cineasta. Vamos ver o que ele nos aguarda, principalmente sendo uma comédia. Achei a idéia curiosíssima.

jeff disse...

"Vale ressaltar que vai saborear muito mais o filme quem já está familiarizado com a obra do cineasta."
Pois é, esse é o grande problema. Fiquei com vontade de assistir ao filme desde o Festival do Rio do ano passado, quando esteve em cartaz, mas tenho medo de não aproveitar tudo que o filme oferece. Acho que vou me aventurar na filmografia de Kitano e depois ver Glória ao cineasta, que pela sua resenha me pareceu muito divertido.

[]s!

Vulgo Dudu disse...

Rafael, vai ser no mínimo uma experiência curiosa para você ver o Kitano na comédia. E se gostou dos anteriores, é porque entende a estética do cara. Eu aposto que você vai gostar desse aqui! Depois volte pra dizer o que achou!

Jeff, não será esforço nenhum para você se aventurar pela filmografia do cara, pois ele é sensacional, um diretor de mão cheia. Mesmo não tendo visto outros filmes dele, nada impede de curtir esse aqui!

Abs!

Eduardo disse...

Vi o filme ontem. Não sou cinéfilo, não conhecia o diretor e pelo non-sense o filme me lembrou mesmo o Monty Pyton. O filme é absurdo e rende risadas pelo absurdo das cenas. Entrei nesse blog para ver se encontrava alguma explicação para algumas das loucuras. Talvez conhecendo a filmografia do camarada tivesse ficado mais interessante... Eduardo RJ

Felipe disse...

Puxa! Deve mesmo ser muito legal. Takeshi Kitano tem filmes muito legais e é uma pena que seja apenas lembrado como cineasta de filmes de yakuza.