terça-feira, outubro 28, 2008

Luz, câmera... canção! - King Missile

King Missile é a banda do escritor John S. Hall, que é famoso por suas prosas e poesias pouco convencionais, mas muito criativas. Inicialmente, o grupo o acompanhava em saraus. Porém, suas apresentações eram tão boas que o negócio foi ficando mais sério.

Como se não bastassem as letras sensacionais, o instrumental do King Missile também é muito bom, como você vai poder conferir aí embaixo, no clipe de "Detachable penis". Me diz se o argumento não vale um filme?

Um sujeito tem o penis destacável. Um dia, ele acorda de ressaca após uma festança e percebe que o dito cujo não está no lugar. Como não consegue se lembrar o que aconteceu, sai em busca do membro. Se tem uma música na qual vale a pena prestar atenção na letra, é essa!



Eu poderia colocar aqui vários videos do King Missile. Todos são cinematográficos! Por exemplo, "Socks", na qual um homem se enfurece ao perceber que tem meias demais. Mas tem um que vale, e por isso a seção vai ser dupla. Trata-se da pequena homenagem que ele fez ao cineasta Martin Scorsese. Na letra, o que ele faria se encontrasse o cara na rua. Como o blog é sobre cinema, vem bem a calhar.

7 comentários:

Kamila disse...

Mais uma banda sobre a qual não ouvi falar, mas o texto me deixou curiosíssima sobre o King Missile! Vou baixar os dois vídeos.

Violinista do Cinema disse...

nunca ouvi falar mas fiquei HIPER CURIOSA, verei os videos!
bjokas,
vivi

www.cinefilando.blogspot.com

Kau Oliveira disse...

Dudu, assim como a Vivi, fiquei curiosíssimo. O primeiro cipe é excelente e, de fato, daria uma premissa super legal!!

Abraços.

Vulgo Dudu disse...

Kamila, são as melhores letras! Vale a pena catar os clipes deles no Youtube!

Vivi, depois me diz se gostou!

Kau, Detachable penis é a melhor letra deles. Talvez a melhor música seja "Socks"...

Bjs e abs!

Sérgio Déda disse...

Nunca tinha ouvido falar desta banda tb, mas tem um som legal...

Rafael Carvalho disse...

Que loucura essa banda aí. O clip da música sobre o Scorsese é bem legal, e maluco. O do cara que perdeu o pênis, eu dispenso.

Vulgo Dudu disse...

Sérgio, eu me amarro no som deles, mas confesso que o que realmente me chama a atenção são as letras!

Rafael, se eu fosse você encarava a saga do pênis destacável... É sensacional!

Abs!