domingo, agosto 31, 2008

#68 - Son of Rambow, de Garth Jennings


Criança tem cada idéia... Imagine poder usar poderes restritos aos heróis que salvam a Terra para resolver picuinhas no colégio, problemas na vizinhança ou simplesmente para virar o centro das atenções? No filme de Garth Jennings, o bacana é ser o filho do Rambo.

Baseado nas memórias do próprio diretor, o roteiro conta a história de dois amigos que se envolvem na filmagem de um curta caseiro, justamente o tal Son of Rambow - com esse w mesmo, sobrando, por causa de direitos autorais. Lee Carter, praticamente um minimeliante com problemas familiares, tem a câmera na mão; Will Proudfoot, praticamente um miniclérigo vindo de família conservadora, tem a coragem para fazer as cenas de ação mais perigosas. Juntos, eles dão asas à imaginação para inscrever o filme em um concurso de jovens talentos.

Tem muita gente apostando que Son of Rambow pode ser o novo Pequena Miss Sunshine. O motivo: a recepção calorosa que o filme teve no último festival de Sundance. Porém, as devidas proporções precisam ser guardadas. Sim, ambos falam sobre o olhar inocente das crianças. Porém, este aqui é britânico, com um humor completamente diferente do estadunidense, muito mais contido.

Jennings foi o responsável pela fraca adaptação da maravilhosa série de livros do Mochileiro das Galáxias. Aqui, apesar de alguns bons momentos, mais uma vez sua história não decola. A sátira possível ao Rambo original se perde um pouco em meio às histórias de vida dos personagens, criando um tom dramático que não funcionaria se a proposta fosse, realmente, fazer humor com a figura quase arquetípica de Rambo. O desfecho, presumível, comprova que faltou um pouco mais de ousadia.

4 comentários:

Kamila disse...

Já li dois textos elogiando demais este "Son of Rambow". O seu é o primeiro que leio que não exalta demais a obra. Gostei do trabalho que Garth Jennings realizou em "O Guia do Mochileiro das Galáxias" e devo conferir "Son of Rambow".

Ramon disse...

Também vou querer conferir a obra, apesar de você não rasgar elogios. Não li o livro Guia do Mochileiro das Galáxias, mas o filme até que achei interessante. Talvez mais pela idéia da obra do que pela questão cinematográfica.

Abs!

Museu do Cinema disse...

Esse menino do poster é a cara do Sylvester Stallone!

Vulgo Dudu disse...

Kamila, eu não achei uma porcaria, mas esperava bem mais. O argumento até é bom. Mas não decola. Quando ao Mochileiro, eu sou muito fã da série. Li quando era moleque. Não gostei do resultado cinematográfico.

Ramon, experimente ler a série do Mochileiro. É muito mais divertido. Até porque no filme tem elementos de toda a série. Fica meio esquizofrênico.

Cassiano, nem é só a cara. Atitude também. Para ser filho do Rambo tem que ter atitude.

Bjs e abs!