sábado, junho 28, 2008

#52 - Dead man, de Jim Jarmusch


Agora eu posso dizer:

"Era só o que me faltava!"

Pronto. Filmografia completa de Jim Jarmusch, fechada com chave de ouro após a conferência de um de seus melhores trabalhos, o western underground e existencialista Dead man - recém lançado em DVD aqui no Brasil, junto com outros dois clássicos essenciais, Permanent vacation e Estranhos no paraíso.

Johnny Depp, sempre em bons papéis, interpreta William Blake, um contador de Cleveland que viaja milhas até o Oeste para assumir um emprego prometido por carta. Porém, ao chegar em seu destino, percebe que se meteu em uma enrascada. Após uma fatalidade envolvendo a morte de uma bela mulher e seu noivo, ele passa a ser procurado por caçadores de recompensa. Está aí um argumento perfeito para um bom filme do gênero.

Como não poderia deixar de ser, tratando-se de Jarmusch, o filme ganha aquela aura digna da sétima arte. A começar pelo texto. Percebeu o nome do personagem de Depp ali em cima? William Blake, mesma alcunha do poeta. Há várias citações de poemas do mesmo por toda a película. Os personagens que circundam o jovem pistoleiro também são interessantíssimo, como os três matadores profissionais que o perseguem.

A fotografia em preto e branco, caprichadíssima, e os planos diferenciados são de tirar o chapéu. Sem contar a trilha sonora, especialmente escrita e tocada por ninguém menos que Neil Young, com sua guitarra levemente distorcida, solitária como um fora da lei. Ainda há referências (reverências) a Doors e Tom Waits e uma inusitada e divertida participação especial de Iggy Pop.

É por esses motivos que Jim Jarmusch está no topo da lista dos meus diretores favoritos.

7 comentários:

Kamila disse...

E eu que nunca vi um filme de Jim Jarmusch, o que faço??? Por onde devo começar? :-)

Rafael Carvalho disse...

Ei Dudu, beleza velho? Dei uma sumida por um bom tempo ai, mas já estou de volta à ativa.

E da última vez que você postou alguma coisa do Jarmusch, eu disse que só tinha visto Flores Partidas e que precisava ver mais coisas dele. Quem disse? Tô quase na mesma situação da Kamila, por onde começo hein? Me parece que Down By Law é um dos mais cultuados dele.

Sérgio Déda disse...

Não sou tão fã do Jim Jarmusch, mas ateh q poderia me tornar um.. tow na mesma situação de Kamila e Rafael eu acho.. rsrsrs

vlws abraço !

Pedro Henrique disse...

Tô quase na mesma da Kamila. Só não estou justamente pelo fato de Dead Man ser o único filme dele que vi. Foda demais.

Abraço!!!

Anônimo disse...

Olá,
O seu blog foi escolhido para integrar a Rede de Blogueiros da Brazucah!

A Brazucah Produções (www.brazucah.com.br) está criando uma rede virtual para divulgação diferenciada de filmes brasileiros.

Para inaugurar a parceria, estaremos promovendo duas pré-estréias exclusivas do filme Era Uma Vez..., de Breno Silveira, seguida de debate com a equipe - dia 10 de julho no Rio de Janeiro e 15 de julho em São Paulo.

Ao confirmar a participação do seu blog na Rede Brazucah, este convite será o primeiro de muitos!

Para mais informações:

www.redebrazucah.com.br
www.eraumavezofilme.com.br
(21) 2509.2722
(11) 3938.6345

Vulgo Dudu disse...

Pessoal, Jim Jarmusch está no meu top 3 de diretores. Faz um cinema que não agrada a todos. Tem gente que acha que ele faz filmes sobre nada...

Bom, eu recomento fortemente "Down by law", que para mim é perfeito! Porém, os mais palatáveis são os mais recentes.Uma noite sobre a Terra talvez seja uma boa pedida para começar a entender o clima dos filmes dele.

Anônimo, ou Brazucah, ou sei lá quem, não entendi exatamente quem são vocês, e nem o que fazem... Trata-se de uma empresa com fins lucrativos?

Bjs e abs!

Red Dust disse...

Jim Jarmusch é um realizador de enorme talento. Inteligente e diferente.

Por acaso, 'Dead Man' é um dos filmes que menos gosto dele. Por um qualquer motivo foi um filme que perdi o fio à meada.

Para quem não conhece o realizador, aconselho os já citados 'Down By Law' e 'Night On Earth', sendo que 'Ghost Dog: The Way of the Samurai' se mostra como uma proposta interessante.

Abraço.