sexta-feira, maio 16, 2008

#41 - Ten minutes older: The trumpet, vários diretores


O cinema tem uma forma toda especial de tratar o tempo. Não poderia ser diferente: se o tempo já foi considerado uma quarta dimensão, nada mais curioso do que ser retratado em apenas duas. Um coletivo de mestres do cinema se reuniu para pensar e filmar, justamente, o tempo. Eles tinham, cada um, dez minutos.

O resultado é esta bela produção, Ten minutes older: The trumpet - que de tão bacana ganhou também uma continuação, Ten minutes older: The cello. Ambos são uma homenagem ao filme do diretor soviético Herz Frank, Ten minutes older. O escrete de diretores é fantástico. Espia.

Aki Kaurismäki dirige Dogs have no hell, sobre um sujeito que recomeça a vida após o cárcere. Victor Erice é o responsável por Lifeline, uma densa história sobre uma mancha de sangue que surge no berço de um bebê. Werner Herzog documenta Ten thousand years older, sobre uma tribo na Amazônia brasileira. Jim Jarmusch e seu minimalismo são os responsáveis por Int.Trailer.Night, sobre uma jovem atriz que não tem descanso. Wim Wenders arrebenta, com uma espécie de road movie, ao som de Eels, chamado Twelve miles to Trona, na qual um homem precisa achar urgentemente um hospital. Spike Lee destoa um pouco da proposta em We Wuz Robbed, sobre as eleições nada democrática nos EUA que levaram George W. Bush ao poder. Para fechar com chave de ouro, Chen Kaige, com o bonito e divertido 100 flowers hidden deep, no qual um homem faz uma mudança pouco convencional.

E eu levei exatamente 10 minutos para escrever esta resenha.

3 comentários:

Kamila disse...

Fiquei curiosa para saber o que o "The Trumpet" tem a ver com esse filme! :-)

Bom final de semana!

Rafael Carvalho disse...

Cara, esses dias eu vi um torrent desse filme e quase eu começo a baixá-lo. Gostei muito da idéia e com nomes como esse assinando a direção dos curtas as expectativas são as melhores. Agora, vou prcurar vê-lo logo. A continuação é dirigida pelos mesmos diretores?

Vulgo Dudu disse...

Kamila, o trompete marca a passagem de um episódio para o outro, com uma trilha bem bacana. Mas acho que é só isso mesmo... rs... A não ser que eu não tenha pego alguma coisa.

Rafael, a continuação é dirigida por outros oito diretores. São eles: Bernardo Bertolucci; Claire Denis; Mike Figgis; Jean-Luc Godard; Jirí Menzel; Michael Radford; Volker Schlöndorff; István Szabó. Alguns desses eu nunca escutei falar...

Bjs e abs!