terça-feira, outubro 09, 2007

Os 25 filmes mais perigosos

Há algum tempo, o site estadunidense Premiere publicou um especial elencando os 25 filmes mais perigosos da história do cinema. Entenda-se por perigosos produções que, segundo o artigo, "reorganizam sua cabeça, desafiam suas pré-históricas idéias sobre a vida, o amor e sobre a morte. São como expansores da consciência, mas dificilmente de forma agradável". Ou seja, entrar nessa lista não significa ser caçado por uma patrulha da censura. Segue:

1 - Uma rajada de balas (Bonnie and Clyde, 1967), de Arthur Penn
2 - Meninos não choram (Boys don't cry, 1999), de Kimberly Peirce
3 - Na companhia de homens (In the company of men, 1997), de Neil LaBute
4 - Gêmeos - mórbida semelhança (Dead ringers, 1988), de David Cronemberg
5 - Eraserhead (Eraserhead, 1977), de David Lynch
6 - Gimme Shelter (Gimme shelter, 1970), de Albert e David Maysles
7 - Felicidade (Happiness,1998), de Todd Solondz
8 - Vício frenético (Bad lieutenant, 1992), de Abel Ferrara
9 - O vampiro de Dusseldorf (M, 1931), de Fritz Lang
10 - Era uma vez no oeste (Once upon a time in the west, 1968), de Sergio Leoni
11 - Laranja mecânica (A clockwork orange, 1971), de Stanley Kubrick
12 - Repulsa ao sexo (Repulsion, 1965), de Roman Polanski
13 - Réquiem para um sonho (Requiem for a dream, 2000), de Darren Aronofsky
14 - Cães de aluguel (Reservoir dogs, 1992), de Quentin Tarantino
15 - O doce amanhã (The sweet hereafter, 1997), de Atom Egoyan
16 - Taxi Driver (Taxi driver, 1976), de Martin Scorcese
17 - Veludo Azul (Blue velvet, 1986), de David Lynch
18 - Dançando no escuro (Dancer in the dark, 2000), de Lars Von Trier
19 - Monstros (Freaks, 1932), de Tod Browning
20 - A tortura do medo (Peeping Tom, 1960), de Michael Powell
21 - Farrapo humano (The lost weekend, 1945), de Billy Wilder
22 - Assassinos por natureza (Natural born killers, 1994), de Oliver Stone
23 - Skinheads - a força branca (Romper stomper, 1992), de Geoffrey Wright
24 - Um cão andaluz (Un chien andalou, 1929), de Luis Buñuel
25 - Week End à francesa (Week end, 1967), de Jen-Luc Godard

Concluí que andei vendo muitos filmes perigosos! Vi a maioria da lista. Os que não vi, já estou providenciando, como "Monstros", "Farrapo humano" e "Week End à francesa". Bacana foi ver que não só eu acho "Na companhia de homens" uma das histórias mais bizarras e perturbadoras que uma mente humana já conseguiu pensar. Eu tive a oportunidade de ver uma peça do Neil LaBute, chamada "Baque", que, como sugere o título, é um baque! Metade dos espectadores saíram no final da primeira esquete, pesada de verdade. Eu não sabia se vibrava, se me revoltava... só conseguia sussurrar para mim mesmo um monte de palavrões... O filme segue a mesma linha. Muito difícil de achar, mas imperdível!

David Lynch está lá com dois filmes. Esse cara é bom! E podia ter mais coisa dele ali em cima, hein? Do Lars Von Trier também. E mais: eu tiraria facilmente "Meninos não choram" dessa lista.

Perigo! Perigo!

9 comentários:

Rogerio Scheidemantel disse...

Nossa Dudu, descobri que só vi 8 filmes dessa lista. Isso é bom pois tem muita coisa pela frente ainda.Mas a maioria eh bem dificil achar; soh baixando pela net mesmo.

SkinHeads eu tenho em casa - o Russel Crowe ja mandava muito bem em 92, nao tinha como nao ser aposta de sucesso.Ainda tenho que fazer um post desse filme lah no Blog, pois tem varias curiosidades bacanas na produçao e pos produçao.

Abraço!

Kamila disse...

Sem saber também assisti a muitos filmes perigosos!!! E adoro filmes assim, que nos fazem pensar sobre as concepções que temos a respeito da vida e que nos ajudam a compreender esse mundo em que vivemos.

Museu do Cinema disse...

Perigosos? Discordaria...em todo caso...perigoso é Bush, é Lula é o Chaves é o Berlusconi.

Ramon Scheidemantel disse...

Toh ligado na lista.
Estou pior que o Rogério, só assisti 6 dessa lista.

Rafael Carvalho disse...

Interessante essa listagem, muita coisa boa nela embora eu também vi pouca coisa, uns 9. Mas Felicidade, Veludo Azul e Eraserhead estão na minha mira.

Rafael Carvalho disse...

Ah, e Coração Selvagem eu devo ver esse final de semana. O Lynch tá na minha mira.

Chanis disse...

Ainda acho que os dois filmes mais perigosos já feitos são Birth of Nation (racista), Triumph des Willens (nazista) e Diarios de Motocicleta.

Admin disse...

Cão andaluz, um dos filmes mais curtos e completos ao mesmo tempo que já assisti. O surrealismo brinca com o realismo, é incrível. Laranja mecânica um clássico do Kubrick, meu diretor preferido. Anotarei da lista os que ainda não assisti!

ricardozh7 disse...

Eu colocaria Luz de Inverno, do Bergman, nessa lista.