domingo, outubro 28, 2007

#78 - A enfermeira Betty (Nurse Betty), de Neil LaBute


À primeira vista parece ser uma comédia sessão-da-tarde: cartaz bonitinho, Renée Zellweger como protagonista e roteiro contando uma história de amor. Se eu não soubesse que o diretor dessa produção era Neil LaBute, um dos sujeitos de mente criativa mais perverso que eutenho notícia, "A enfermeira Betty" teria passado despercebida.

Para quem não o conhece, LaBute é um dramaturgo estadunidense que ganhou bastante notoriedade com textos que exploravam a mediocridade e a perversidade do ser humano. Principalmente dos homens, talvez por sua homossexualidade, como é testemunhado em um filme que está no meu top 10 e acabou de ser lançado em DVD, "Na companhia de homens" (que consta lá na lista dos 25 mais perigosos).

Por isso, nos primeiros dez minutos de, digamos, comédia, um assassinato brutal acontece na casa da garçonete Betty (Zellweger). Seu marido é morto com requintes de crueldade, como não poderia deixar de ser, por dois bandidos. Em estado de choque, a garçonete bloqueia a lembrança do horrível incidente e resolve trocar as bandejas por ataduras. Ela cisma que é uma enfermeira e pega a estrada em busca de seu grande amor, um médico, personagem principal de uma novela televisiva. Torna-se procurada não só da polícia, mas dos bandidos também.

A tal cena inicial é tão brutal, mas tão brutal, que LaBute teve que editá-la de várias formas diferentes até que ela ficasse leve o suficiente para receber uma indicação etária menos restritiva. Deu certo, apesar do clima ser extremamente pesado. O resto do filme não foge da marca que consagrou o diretor: recheado de situações inusitadas e bons diálogos.

No elenco também estão Morgan Freemam, ótimo, Chris Rock e Aaron Eckhart - perfeito como o rapaz assassinado e figurinha fácil nos filmes de LaBute.

Um filme simpático. E o melhor: diferentemente simpático.

6 comentários:

Wiliam Domingos disse...

Putz...estou surpreso!
Este cartaz é uma merda...não chama atenção!
Eu sempre vi este filme e o desprezei....(erro meu que nem sabia do que se tratava)!
Mas agora fiquei curioso...vou conferir!
ah...se vc ainda não ta na comuna dos blogueiros cinéfilos, está ai o endereço:
http://www.orkut.com/Community.aspx?cmm=34327998

Kamila disse...

Dudu, eu adoro "A Enfermeira Betty". Acho que é o melhor trabalho da Renee Zellweger como atriz e uma prova de que o Neil LaBute tem potencial muito maior do que as porcarias que ele vem dirigindo nos últimos anos.

E adoro o Aaron Eckhart também. Acho que ele é um dos atores mais subestimados de Hollywood.

Ramon Scheidemantel disse...

Realmente parece um filme de sessão da tarde. hehe! Ou melhor, parecia!
Agora vou conferi-lo de certeza!
Ainda mais que o elenco promete!

Ramon Scheidemantel disse...

Não, não, não, não, não, não, não...
Desculpa, Dudu. Não vou mais conferir a película.
Acabei de descobrir no IMDB que o LaBute dirigiu o filme The Wicker Man. Agora o diretor pagará o preço de fazer cacaca em um trabalho. Rejeitarei qualquer outro filme dele. hehe!

Museu do Cinema disse...

Grande lembrança Dudu, gosto do LaBute, e esse filme vi na época que passou nos cinemas.

Surfista disse...

Cara, já vi e revi esse filme e minha impressão sempre foi negativa. Não o considero péssimo, mas também não se destacou em nenhum aspecto.