segunda-feira, agosto 20, 2007

#50 - The science of sleep (La science des rêves), de Michel Gondry


Não me arrisco se apostar que, em pouco tempo, Michel Gondry vai ser conhecido como um dos maiores cineastas do nosso tempo. Oriundo da direção de video clips, a mim parece que ele encontrou uma liguagem só dele. Os tipos de efeito que Gondry usa são geniais. Dispensa computadores, super máquinas e mega produções. É tudo fruto de um exercício cinematográfico que vai ao limite da criatividade.

Como em "Brilho eterno de uma mente sem lembrança", eis mais uma história de amor. E que história! Um ilustrador se muda para Paris e se apaixona por sua vizinha. Porém, sua timidez cria barreiras para consumar a relação. Ele prefere se esconder em seus sonhos, os oníricos mesmo, ao invés de encarar a realidade. Prato cheio para Gondry usar e abusar de sua técnica.

Os cenários são estonteantes! Há desde um estúdio de papelão até um mural em constante movimento, onde recortes, colagens e animações em stop motion ganham vida. Experimentação cinematográfica levada ao extremo. Gael García Bernal e Charlotte Gainsbourg esbanjam competência como o par romântico.

"The science of sleep" é um daqueles filmes maravilhosos. Dá vontade de tê-lo na estante para poder rever constantemente.

Ah, se as comédias românticas fossem quase sempre assim...

4 comentários:

Lili disse...

Vc tinha razão, se tovesse lidos todos e ido na locadora aquela hora teria alugado todos...hehe
Fica para a próxima!
bjos

jovem disse...

cada vez mais aflita para assistir!!!

A Especialista disse...

Que bonitinho!!
sua critica foi bastante romantica!
(sem falar na parte tecnica, logico!)

bj´s e ansiosa pra ver!
DAni

Surfista disse...

"Brilho eterno de uma mente sem lembrança" é um dos meus filmes favoritos. Esse me despertou o interesse.