segunda-feira, março 19, 2007

#19 - Um convidado bem trapalhão (The party), de Blake Edwards


Eu sempre gostei da atuação de Peter Sellers como Dr. Fantástico e como o inspetor Jacques Clouseau. Alguns fãs fervorosos do ator inglês me indicaram "Um convidado bem trapalhão" como um de seu melhores trabalhos. Porém, não posso concordar com eles.
Não que o filme seja ruim. A condução do roteiro e da ação é bem ágil, com um bom ritmo. Aliás, timing para comédia, inegavelmente, Sellers tem de sobra. A expressão corporal de sua personagem, o ator indiano Hrundi V. Bakshi, é levada ao extremo - até mesmo porque ele mal fala inglês. O problema fica com o conteúdo.
Reza a lenda que Blake Edwards deixou o filme rolar solto, meio sem piadas previamente definidas. Prova disso é o roteiro de pouco mais de 60 páginas para um filme de hora e meia. Só que o riso não vem facilmente, sabe?
Não dá para entender o comentário do mestre Henry Mancini, que assina a trilha sonora. Segundo ele, quando se escreve uma música bonita para uma boa comédia, mal se pode ouvi-la por causa das gargalhadas. Eu a ouvi direitinho. E gostei muito, inclusive.
É, eu fico com Dr. Fantástico.
PS: Em breve, outro filme de Peter Sellers.

3 comentários:

Jo disse...

ESSE FILME É O QUE HÁ! JESUS!! AAMMOOO MUITO!!
SE TIVESSE ASSISTIDO COMIGO COM CERTEZA NÃO TERIA ESCUTADO A MÚSICA DO Sr.MANCINI.
O FATO TAMBÉM, É QUE ESTE FILME FAZ PARTE DA MINHA INFÂNCIA, PORTANTO TENHO UM CARINHO ESPECIAL POR ELE.
de repente se tivesse assistido durante a infância sua visão e percepção seriam outras.
Sem uma análise crítica detalhada, e sim, pura diversão.
bjks

Jo disse...

Birdie Num Num !!!!

HAUAHUAAHUAHUAHAUAHAUAHUAHAUHAUAHUA!!!!

Anônimo disse...

Péssimo filme. Tanto que a sinopse dele é tão ridícula como "indivíduo entra numa festa sem ser convidado e arranja a maior confusão". Cadê o roteiro? Quais as etapas da estória?

Recomendo verem Cegos, Surdos e Loucos. Esse sim é um filme de respeito.