terça-feira, janeiro 02, 2007

#2 - Uma vida iluminada (Everything is illuminated), de Liev Schreiber


Ah... o cinema independente estadounidense distribuído pela Warner. Tiro meu chapéu para ele. Tinha tudo para dar errado: Frodo Baggins como protagonista e estréia como diretor do outrora ator Liev Schreiber - aquele de "Pânico" (fez todos os três, como Cotton Weary)e "Denise está chamando" (um clássico de aulas de Teoria da Comunicação). E não é que deu certo? Bem certo!

A história é simples: um rapaz que coleciona diversos objetos e itens familiares, todos meticulosamente organizados em saquinhos zip-zipa-tudo, vai à Ucrânia para encontrar a mulher que salvou seu avô da perseguição nazista. Parece pesado. E é, de certa forma. Só que também é muito divertido.

O filme é uma aula de como desenhar personagens interessantes. São todos rasos, acessíveis, transparentes. Porém, sem perder o conteúdo. Do obsessivo colecionador de lembranças, Jonathan Safran Foer, à cadela, em atuação magistral, Sammy Davis Jr Jr. Tem tudo que o cinema independente tem de bom. Principalmente aquela liberdade para criar cenas insólitas, seqüências desnecessariamente adoráveis e trilha sonora minuciosamente escolhida - no caso, aqui, música judaica tradicional.

O estranho é que as cenas excluídas, que vêm como extra no DVD, são maravilhosas! Se eu fosse o diretor (é, mas não sou! Iai!), elas estariam lá. Como, por exemplo, a passagem em que a cadela se apaixona pelo protagonista. Ou então, uma cena fundamental, logo no início do filme, que mostra como começou a mania de Jonathan em "guardar", e não em "se desfazer".

Pensando bem, até entendo o diretor. Talvez, com a inserção dessas cenas, sua produção independente perderia carga dramática, uma vez que trata-se de uma comédia dramática. E aí, ficaria com muita cara de filme independente.

Belo trabalho, Cotton Weary. Quer dizer, Liev Schreiber!

3 comentários:

Jo disse...

Melhor filme que assisti em 2006, como ri, como chorei, como me encantei. FASCINANTE.

Jo disse...

queria a trilha sonora!!

Madame B. disse...

Devidamente linkado.
Beijo.